quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Íntimo

Uma é conhecida
Amada
Tranqüila
Amiga


A outra,
Misteriosa
Esperta
Dissimulada


Uma:
Contida
Santa
Previsível
Sofredora


Outra:
Extrovertida
Assanhada
Profana
Surpreendente
Desconhecida


Uma lê
Outra escreve
Uma ouve
Outra canta
Uma cala
Outra expõe
Uma timidez
Outra delírio
Uma revelada
Outra disfarçada
Uma sim
Outra talvez


Uma amor
Outra paixão
Uma e Outra enclausuradas
Limitadas no mesmo ser
Uma querendo ser Outra
E Outra querendo ser Uma.

4 comentários:

  1. Gostei muito...Parabéns!
    Ambas podem ser a mesma pessoa!

    ResponderExcluir
  2. Genial seu poema querida...fantástico... adorei... beijinhos e doce tarde...
    Valéria

    ResponderExcluir