segunda-feira, 14 de março de 2011

Desafio



O rio está diante de mim
Suas águas são profundas
Às vezes claras, às vezes turvas
Ele me fascina.
Titubeio: mergulhar ou fugir?


O rio está diante de mim
Provoca-me
Entorpece-me
Me chama


Finjo não ouvir sua voz ecoando por meus poros
Quero banhar-me
Quero fugir
O mergulho não tem volta
O fugir também não


O rio está diante de mim
Mergulhar não é preciso
Fugir sim.

6 comentários:

  1. Fugir pra se abrigar e recomeçar....
    Boa semana amiga, beijos.

    ResponderExcluir
  2. Peligroso desafio amiga, bonito poema la imagen es muy bella.
    Besos que tengas una linda semana.

    ResponderExcluir
  3. Caraca! Muito lindo, Valeria.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  4. O rio que tudo leva, lava,leva e lava minhas mazelas e as entregue ao mar,antes que eu mergulhe.Mas preciso fugir.De quem? de que?.Gostei desta inspiração Valeria.Meu abraço de paz.Bju de luz.Bela semana.

    ResponderExcluir
  5. Fascinante sempre seus versos querida...voce é de uma riqueza criativa incrível amiga...
    Beijinhos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  6. Mergulhar para dentro de si, talvez, seja preciso; cair no rio, nem sempre, não é? Lindos versos! Metáforas que provocam reflexão!
    Bjo, querida.

    ResponderExcluir